A tecnologia robótica está sendo cada vez mais utilizada na área da saúde, desempenhando diversas funções. O robô Moxi foi criado para auxiliar enfermeiros e ser mais eficaz com assuntos burocráticos do que em interação com pacientes

*Estagiária do R7, sob supervisão de Pablo Marques

A fabricante Diligent Robotics construiu o Moxi para ser um assistente hospitalar e ajudar os enfermeiros em tarefas que não envolvem pacientes, assim deixando-os mais livres para fazer seu trabalho

O robô é capaz de eliminar até 30% do trabalho dos enfermeiros com burocracia. O robô pode buscar medicamentos no depósito, levar remédios até os quartos dos pacientes internados, entregar amostras de laboratórios e até ajudar na limpeza

O Moxi se locomovo sobre rodas e tem sensores parar desviar de obstáculos no caminho. Para executar tarefas diversas, a simpática máquina conta com braço e mão articuláveis. Algumas atividades são realizar de maneira autônoma, mas é preciso ‘ensinar’ o robô  

Além de ser adaptável ao fluxo de trabalho nos hospitais, o Moxi também pode ser ‘proativo’ e realizar algumas tarefas pré-programadas sem que alguém dê uma ordem

O robô tem uma tela no corpo para facilitar a interação com a equipe de enfermeiros. Assim, é possível visualizar as tarefas que o androide irá executar

A diferença do robô para os seus concorrentes é que ele não foi fabricado para interagir com pacientes, apesar de ser sociável e ter uma aparência simpática

Mesmo assim, há a intenção que o robô seja amigável para diminuir o estresse no ambiente hospitalar. Em alguns casos, ele podendo até “sorrir” com sua tela de LED. Segunda a fabricante, o Moxi tem uma inteligência sociável e pode oferecer assistência a um enfermeiro sem deixar o paciente desconfortável e  até sorrir se alguém olhar para ele

O Moxi está sendo testados em alguns hospitais do Texas, nos EUA. A intenção é diminuir a mão-de-obra humana, mas sim, facilitar as tarefas nos hospitais. A dificuldade da fabricante é garantir que o robô pode exercer atividades tão rápidas como as pessoas e que possa acessar lugares de maior dificuldade, apesar de andar sobre rodas



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here