Não surpreendeu Thomas Tuchel a notícia de que Neymar não pretende permanecer no Paris Saint-Germain. De acordo com o treinador, o atacante deu esse aviso ao fim da temporada 2018/19 do futebol europeu, antes de se apresentar à seleção brasileira para a disputa da Copa América.

O francês ouviu uma série de perguntas relacionadas ao jogador brasileiro após a vitória por 6 a 1 do PSG sobre o Dynamo Dresden, em amistoso realizado em Dresden, na Alemanha, nesta terça-feira (16). Uma delas foi justamente se tinha conhecimento do desejo do atleta antes da competição sul-americana, que mereceu uma resposta breve: “Sim”.

​​Tuchel disse contar com Neymar na parte da pré-temporada que a equipe realizará na China, a partir da próxima semana. Depois de se apresentar com uma semana de atraso, o camisa 10 começou a trabalhar com os companheiros na última segunda (15).

“Ele voltou, treinou dois dias. Os outros jogadores se prepararam durante uma semana para jogar aqui. Agora, é a vez do Neymar. Depois disso, sim, ele estará pronto, na minha opinião, para viajar conosco para a China”, disse o técnico.

O brasileiro já afirmou estar “quase 100%” recuperado da lesão no tornozelo direito que acabou o tirando da Copa América. Mesmo contra a própria vontade, terá de trabalhar nos próximos dias com um treinador que admitiu estar decepcionado com seu atraso.

“Eu fico sempre desapontado quando um jogador se atrasa. Mas o assunto já está claro entre nós. Agora, é entre o clube e o Ney. Eu não sei o que vai acontecer. Eu sou treinador, e ele é meu jogador. Se está no vestiário, é meu jogador. Vou trabalhar com ele”, concluiu Tuchel.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here