Arqueólogos trabalham em uma grande escavação próximo à cidade de Hadera, na costa de Israel, que revelou uma megalópole de 5 mil anos. Os pesquisadores estimam que o assentamento de En Asur chegou a receber mais de 6 mil habitantes, a maior e mais central cidade já descoberta pelos arqueologistas em solo israelense.

Em seus tempos de esplendor foi “a Nova York da Idade do Bronze, uma cidade cosmopolita e planejada”, destacaram os arqueólogos, Yitzhak Paz e Dina Shalem, que dirigiram a escavação

Os trabalhos já duram dois anos e meio, revelando tanto as estruturas da antiga cidade, como vários artefatos que podem contar sobre os hábitos de sua população

‘Este lugar muda radicalmente os conhecimentos sobre o início da urbanização da região’, dizem os arqueólogos. As descobertas também revelam os primeiros passos da cultura dos habitantes da Terra de Canaã

Os habitantes da cidade viviam da agricultura e se dedicavam também ao comércio com diversas regiões. Na área, foram encontradas inclusive ferramentas egípcias

Entre os vestígios mais relevantes está um tempo ritual que chama a atenção por suas dimensões e manteve uma pedra em que se realizavam rituais religiosos

Neste espaço do tempo, foram encontrados ossos de animais queimados, evidências de que se fazia sacrifícios no local, além de pequenas figuras animais que ajudam a entender a vida espiritual dos moradores da região

A partir de agora, o sítio será coberto temporariamente para sua preservação. No futuro, as autoridades isralelenses pretendem construir um viaduto que dê acesso à rodovia próxima, a uma altura suficiente para que as escavações sejam protegidas



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here