Museu Nacional teve parte de seu acervo destruído pela chamas em setembro de 2019

Museu Nacional teve parte de seu acervo destruído pela chamas em setembro de 2019
Tomaz Silva/Agência Brasil/Agência Brasil/ 04.09.2018

O British Council anunciou nesta quarta-feira (28) um aporte de R$ 100 mil que ajudará na recuperação do Museu Nacional, no Rio de Janeiro. O prédio bicentenário ficou parcialmente destruído após um incêndio em setembro do ano passado. Parte do acervo antropológicos e de história natural foi destruído pelas chamas.

Leia também: Museu Nacional passa por restruturação e reabre em 2022

“Estamos fazendo esta declaração de apoio a uma de nossas contrapartes internacionais porque entendemos a necessidade global desses acervos para desenvolver ainda mais nosso conhecimento científico do planeta em que vivemos e para ajudar a humanidade a tomar melhores decisões hoje e no futuro”, disse Sir Michael Dixon, diretor do Natural History Museum.

Essa não é a primeira contribuição financeira do British Council para ajudar a preservar e recuperar as peças que resistiram ao fogo. A instituição havia concedido ao Museu Nacional uma doação de cerca de R$ 175 mil para apoiar as atividades de digitalização do acervo recuperado e a promoção de vínculos entre acadêmicos e pesquisadores do Brasil e do Reino Unido.

Leia mais: Ministério da Cultura italiano cede obras para o Museu Nacional

Cônsul-geral britânico Rio de Janeiro, Simon Wood, diretor do British Council Brasil, Martin Dowle, diretor do Museu Nacional do Brasil/UFRJ, Alexander Kellner, vice-diretora do Museu Nacional do Brasil/UFRJ, Cristiana Serejo, e diretor do National History Museum, Sir Michael Dixon

Cônsul-geral britânico Rio de Janeiro, Simon Wood, diretor do British Council Brasil, Martin Dowle, diretor do Museu Nacional do Brasil/UFRJ, Alexander Kellner, vice-diretora do Museu Nacional do Brasil/UFRJ, Cristiana Serejo, e diretor do National History Museum, Sir Michael Dixon
Divulgação

“Estamos muito satisfeitos com esta iniciativa e esperamos uma colaboração duradoura, que inclua os aspectos científicos e a reconstrução do nosso acervo a partir de material original”, disse o professor Alexander Kellner, diretor do Museu Nacional.

Segundo o diretor do British Council Brasil, Martin Dowle, a quantia anunciada deverá ajudar a iniciar a cooperação acadêmica e fortalecer a cooperação entre o Natural History Museum e o Museu Nacional.

Veja também: 

Faça um tour em 360° no acervo do Museu Nacional pela tela do celular

 



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here