Walkie-Talkie foi lançado em setembro do ano passado junto com o watchOS 5

Walkie-Talkie foi lançado em setembro do ano passado junto com o watchOS 5
Divulgação/Apple

A Apple informou nesta quinta-feira (11) que decidiu desativar temporariamente o aplicativo Walkie-Talkie do watchOS, o sistema operacional do Apple Watch, após detectar uma brecha de segurança que poderia ser usada para ouvir conversas dos usuários sem consentimento.

A empresa explicou que soube da vulnerabilidade após a denúncia de um usuário. A falha permitia que uma pessoa ouvisse a partir do Apple Watch a conversa do iPhone de outro usuário sem autorização.

“Levamos a segurança e a privacidade de nossos clientes extremamente a sério. Concluímos que desativar o aplicativo era o modo correto de agir, pois esta falha poderia permitir que alguém ouvisse o iPhone de outro cliente sem consentimento. Pedimos desculpas novamente por este problema e pelo inconveniente”, disse a Apple em comunicado.

O Walkie-Talkie foi lançado em setembro do ano passado junto com o watchOS 5. O aplicativo permite que dois usuários que tenham previamente aceitado convites do outro possam enviar e receber mensagens de voz ao apertar um botão para falar.

Em janeiro, a Apple também teve que desativar temporariamente a função de chamadas de grupo no FaceTime ao ter detectado uma vulnerabilidade similar no aplicativo que acompanha o sistema operacional dos iPhones.

O erro fazia com que o usuário que realizasse uma chamada de grupo ouvisse o que estava sendo dito antes que os participantes da conversa atendessem a ligação.

O problema foi descoberto por um jovem americano, de 14 anos, que vive no estado do Arizona. Ele relatou a falha à empresa, que suspendeu o serviço e o reativou somente em fevereiro.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here