Atual melhor jogadora de futebol do mundo, a brasileira Marta vestiu chuteiras sem marca em sua estreia na Copa do Mundo. Interesse das empresas de material esportivo, porém, não falta.

Frederic Serrant, diretor-geral da Adidas no Brasil, diz que tem pensado no assunto. “[Patrocinar Marta] é com certeza uma opção que vamos analisar”, afirma.

“Gastamos os últimos dois anos colocando a casa em ordem. Agora, estamos em uma posição na qual podemos investir mais na marca”, diz Serrant.

Não deverá ser ele, porém, quem cuidará negociação. Serrant está de saída para Singapura. Para seu lugar virá Flávia Bittencourt, que esteve à frente da operação brasileira da varejista de cosméticos e beleza Sephora nos últimos anos.

Leia a coluna completa aqui.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here